SIGA >>>>
canais > unidade
Centro de Pesquisa René Rachou
Dados da unidade
Programas
Cursos
Laboratórios

Sistemas Siga   
 
Usuário
Senha
Esqueceu o Login?



 

Untitled Document
Centro de Pesquisa René Rachou (CPqRR)
A HISTÓRIA DO CPqRR

O Centro de Pesquisa René Rachou, da Fundação Oswaldo Cruz, começou a sua história em 25 de abril de 1955, quando o Instituto de Malariologia, que funcionava precariamente no Rio de Janeiro, foi transferido para Belo Horizonte, tendo em sua direção o Dr. René Rachou. Em 1956, o instituto foi absorvido junto ao SNM pelo Instituto Nacional de Endemias Rurais (INERu), administrado pelo DNERu (Departamento Nacional de Endemias Rurais), órgão instituído pelo governo do Presidente Juscelino Kubitschek. Através do Decreto, de 26 de agosto de 1966, o Centro de Pesquisas de Belo Horizonte recebeu a denominação de Centro de Pesquisas René Rachou, em homenagem ao Dr. Rachou, falecido um um pouco antes. Na década de 70, o CPqRR foi integrado à Fundação Oswaldo Cruz, através do Decreto nº 66.624, de 22 de maio de 1970. Atualmente, o Centro de Pesquisa René Rachou é composto pelos Laboratórios de Esquistossomose, Helmintoses Intestinais, Educação em Saúde, Pesquisas Clínicas, Leishmanioses, Doença de Chagas, Malária, Triatomíneos e Epidemiologia da Doença de Chagas, Imunopatologia, Imunologia Celular e Molecular, Parasitologia Celular e Molecular, Química de Produtos Naturais, Epidemiologia e Antropologia Médica e Entomologia Médica. Conta também em seu organograma, o Departamento Administrativo e o Núcleo de Apoio Técnico-Científico.
O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAUDE COLETIVA

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) ocupa uma posição estratégica como órgão de Ciência e Tecnologia em Saúde e - simultaneamente ? como integrante do nível federal do Sistema Único de Saúde (SUS), em relação aos dois grandes campos de atuação desse Sistema: o da saúde coletiva ou populacional e o da saúde individual (preventiva e curativa). O Centro de Pesquisas René Rachou (CPqRR), unidade da Fiocruz em Minas Gerais, é uma das mais importantes instituições de pesquisas em ciências biomédicas no país, gozando de grande prestígio nacional e internacional. Até o final da década de 1980, as pesquisas na instituição concentravam-se primordialmente nas doenças infecciosas e parasitárias, refletindo suas origens como Instituto Nacional de Endemias Rurais. A partir da década de 1990, as linhas de pesquisa se diversificaram em função do reconhecimento de novos problemas de saúde pública no país. Nesse contexto, é criado o Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, do CPqRR?Fiocruz, que inclui os cursos de Mestrado Acadêmico e Doutorado, tendo sido recomendado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), obtendo conceito 4. O Programa insere-se na área de Saúde Coletiva, entendendo-a como um ?campo científico onde se produzem saberes e conhecimentos acerca do objeto saúde e onde operam distintas disciplinas (epidemiologia, ciências sociais em saúde e planejamento e gestão) e um conjunto de práticas? (CAPES. Documento da área 2009), sobretudo aquelas voltadas para o Sistema Único de Saúde. O Programa de Pós Graduação em Saúde Coletiva tem por objetivo formar pesquisadores, docentes e, também, quadros altamente qualificados para o Sistema Único de Saúde.
Diretor(a): Zélia Maria Profeta da Luz
Vice-diretor(a): O vice-diretor não consta na base de dados.

Endereço: Av. Augusto de Lima, 1715, Barro Preto, BELO HORIZONTE, MG, Brasil, 31090002


Voltar